Na foto estão a pesquisadora Amanda Caroline Rodrigues e jovens sentados em roda, no meio da roda há uma mesa com materiais do ITTC. O debate sobre o encarceramento feminino aconteceu no Senac São Bernardo. Foto: Letícia Vieira | ITTC
Blog Notícias

ITTC media debate sobre encarceramento feminino para jovens de 16 a 24 anos

mar 23, 2020 ittc

Debate trouxe panorama sobre encarceramento no Brasil e desmistificou questionamentos sobre as condições enfrentadas pelas mulheres em privação de liberdade

Estudantes do programa de aprendizagem do Senac São Bernardo receberam a pesquisadora Amanda Caroline Rodrigues, do Programa Justiça Sem Muros do ITTC, para uma roda de conversa sobre encarceramento feminino. O público, composto por jovens de 16 a 24 anos ingressando no mundo de trabalho, dialogou sobre as políticas brasileiras de encarceramento e seus impactos na população feminina.

A atividade aconteceu no dia 12 de março e fez parte da ação ‘Diálogos na Biblioteca’, que propõe a reflexão de temas atuais na sociedade, muitas vezes sugeridos pelos próprios estudantes. 

A pesquisadora Amanda Rodrigues iniciou o evento apresentando, de forma geral, a situação do sistema prisional no Brasil, que atualmente possui a terceira maior população carcerária do mundo, com mais de 755 mil pessoas em privação de liberdade. O perfil da população em situação de prisão também foi pautado para apresentar conceitos debatidos nas publicações e ações do ITTC, como seletividade penal e encarceramento em massa.

O ponto de partida para falar sobre encarceramento feminino foi a animação que apresenta os principais dados do relatório ‘MulhereSemPrisão: enfrentando a (in)visibilidade das mulheres submetidas à justiça criminal’ e todo o procedimento realizado desde a prisão em flagrante até o primeiro contato da mulher com um juiz ou uma juíza. Após, o debate também trouxe as especificidades e desafios enfrentados pelas mulheres migrantes em conflito com a lei, público com o qual o ITTC trabalha há mais de 15 anos.

O espaço para perguntas dos jovens percorreu caminhos para desmistificar impressões do senso comum sobre a mulher em situação de prisão, também debatidas em artigos do ITTC Explica. Respostas a questões sobre o procedimento tomado quando a mulher é presa grávida, a situação das crianças que estão com elas, as condições de higiene e as motivações do crime fecharam o diálogo com os estudantes.