Blog Notícias

Retrospectiva 2020

dez 22, 2020 ittc

Ao pensar em um âmbito global, 2020 certamente foi um dos anos mais desafiadores dos últimos tempos, provocado pelo surgimento da pandemia de covid 19, que assolou o mundo de forma devastadora. No Brasil, os marcadores sociais e raciais foram determinantes para o avanço do vírus, que atingiu em maior número territórios como favelas e periferias, onde concentra maior número de pessoas pretas e pardas. 

O sistema prisional também sofreu um impacto muito grande devido ao avanço do covid 19, que agravou problemas anteriores como as condições de superlotação e precariedade comuns aos cárceres. O ITTC trabalhou incansavelmente na produção de conteúdos e materiais sobre as graves violações de direitos durante a pandemia. 

Desde março o ITTC reivindicou que o Estado brasileiro tomasse medidas emergenciais de desencarceramento em relação às pessoas privadas de liberdade. Além disso, nos juntamos a outras entidades de Direitos Humanos para ecoar os pedidos por políticas públicas de priorização da vida da população encarcerada. As ações de maior destaque foram a carta aberta ao Supremo Tribunal Federal e a denúncia feita à ONU e à OEA a respeito da gestão da covid-19 nos presídios brasileiros. 

Confira alguns desses materiais aqui: 

Lançamento do Jogo ‘Política de drogas é uma questão de mulheres’

O ano de 2020 ficou marcado, para o ITTC, pelo lançamento do Jogo ‘Política de drogas é uma questão de mulheres‘, organizado pelo Projeto Gênero e Drogas. 

O material é fruto de um processo que se desenvolve desde 2018, com o lançamento do infográfico Política de drogas no Brasil: quais são os serviços públicos disponíveis?, que mapeou as legislações e políticas públicas voltadas para questões de gênero, drogas e justiça criminal nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. Posteriormente, foram realizadas rodas de conversa com profissionais dos serviços da política pública nas três cidades.

A partir desse acúmulo de diálogos e informações, o jogo foi criado com o objetivo de ser um material lúdico e dinâmico para fomentar espaços de reflexão e servir de instrumento na formação e sensibilização de profissionais e gestores de políticas públicas, de organizações da sociedade civil e de pessoas que desejam se aprofundar nos diferentes temas que se interligam com a política de drogas. 

Boletins do Banco de Dados

Em seus quase 20 anos de atuação, o Projeto Mulheres Migrantes atendeu mais de 1.500 mulheres migrantes em conflito com a lei na cidade de São Paulo. Deste trabalho resultou um banco de dados, que tem como objetivo preservar a memória institucional do ITTC, mas ainda, produzir conhecimento e contribuir para a efetivação de direitos dessas mulheres. O boletim do ‘Banco de Dados: mulheres migrantes em conflito com a lei‘ é organizado bimestralmente desde 2019 pela equipe do Banco de Dados em colaboração com a equipe de comunicação do ITTC. 

Aqui separamos os boletins lançados no ano de 2020 – clique na imagem correspondente para acessar cada um:

   

   

   

Atualização da Agenda Municipal para justiça criminal

Em 2017, ITTC lançou, com o apoio da Rede Justiça Criminal, a Agenda Municipal para Justiça Criminal – propostas de políticas municipais. O material traz uma série de medidas de atuação propostas ao poder público, para que as pessoas submetidas à justiça criminal também sejam entendidas como sujeitas de direitos.

Considerando as eleições municipais  de 2020, o ITTC atualizou a Agenda para trazer propostas da justiça criminal para o debate municipal e proporcionar aos atores e beneficiários das políticas um debate mais amplo sobre o tema.

O ano das lives

Devido a impossibilidade dos encontros presenciais, este ano foi marcado pelos debates através de plataformas de videoconferências e transmitidas nas redes sociais, nas famosas “lives”. Esses encontros virtuais permitiram trocas muito importantes entre coletivos, organizações, instituições e pessoas que atuam com o tema de direitos humanos e encarceramento. O ITTC participou e organizou alguns debates que podemos conferir abaixo: 

Analisando o último Infopen Mulheres

Infopen Mulheres 2017: O que mudou em um ano?

Olhando para o encarceramento feminino no estado de São Paulo

Direito à saúde, educação e trabalho

Encarceramento feminino em São Paulo e marcadores sociais da diferença

ITTC Explica

O que são comunidades terapêuticas?

O que é ‘advocacy’?

Você sabe o que é tráfico de pessoas?

Outras produções para compartilhar

Mulheres migrantes em conflito com a lei e o Marco Legal da Primeira Infância

O movimento sufragista e o cárcere

Resenha ‘Leite e Ferro’ e a maternidade no cárcere

Abrigamento para mulheres migrantes: Como é a atuação do ITTC?

Racismo e migração no Brasil