Blog ITTC na mídia

A tortura endêmica ao sistema prisional

out 04, 2016 ittc
a-tortura-endemica-ao-sistema-prisional
Foto: Reprodução

No Brasil, a tortura contra mulheres existe de forma institucional desde o período colonial, com a escravidão de mulheres negras e indígenas. Hoje, após a ditadura civil-militar – período em que inúmeras mulheres foram torturadas sob o pretexto de serem “subversivas” – a tortura institucional se configura principalmente pela violência policial e pela política de encarceramento em massa.

Em artigo para o Brasil Post, Mariana Lins de Carli Silva, pesquisadora do programa Justiça Sem Muros do ITTC, explora o assunto relembrando casos de mulheres que foram alvo dessa violência institucionalizada. Segundo ela, a tortura enquanto política de segurança pública concretiza-se de modo estrutural nas prisões brasileiras.

“A realidade cotidiana por detrás das grades nos mostra que a tortura é endêmica ao sistema prisional. E mais: sua relação com a tortura ostensiva perpetrada pela polícia expõe as feridas de um sistema penal que decide quais vidas são descartáveis, seja pelo controle, seja pelo extermínio.”

Saiba mais no artigo “A brutalidade de gênero do sistema penal: tortura ostensiva e estrutural contra mulheres“.

Leia também: Caso Verônica: O que a atitude de policiais e da mídia nos dizem sobre violência, machismo e transfobia?